SMCG - 18

Toquei a campainha da casa de Liam e ele não demorou para atender. Me esparramei em seu sofá como de costume. Varri a sala com o olhar, procurando por ela, mas não achei. Há um tempinho eu ficaria feliz por isso, no entanto, agora, era tão ruim... Demi havia terminado comigo anteontem. Alguns dias atrás ela começou a se afastar, arrumava desculpas para se ausentar da nossa mesa na escola, para não ir à casa dos nossos amigos e sair comigo. Começou a me evitar de uma maneira bem escrota e sem justificativa. Não parecia nada com a Demi que há pouco tempo compartilhava segredos comigo. Óbvio que isso tinha me deixado mal, eu já estava completamente apaixonado por Demi.
- A Demi não vem? - Rick perguntou a Selena, me fazendo despertar. Parecia que eu tinha um sensor que ativava toda vez que o assunto era minha morena. Ex-morena. - Ela disse que tinha outro compromisso. Nick me olhou e eu desviei, fingindo nem ligar. Agradeci aos céus por ninguém fazer nenhuma pergunta e terem ido direto ao filme. Poucas foram as vezes que prestei atenção no que passava na tv, porque meu pensamento estava em Demi. Tentava achar algum motivo para ela ter se afastado, isso não era normal. Tudo bem que ela não era normal, mas desde a viagem estávamos tão bem… Eu não conseguia realmente entender.
- Selena e Miley acham que você fez alguma coisa, pois Demi parece decepcionada.
- Sabe o que Selena me disse? - Nick perguntou, enquanto me levava em casa no seu carro. Ele já tinha deixado a namorada em casa. Eu virei a cara pra ele, esperando que dissesse. - Que Demi também está mal com o término de vocês. Sabia que ele entraria nesse assunto! Era bom demais pra ser verdade ninguém ter tocado. - Também? Quem disse que estou mal? - Dá pra ver na sua cara, nem precisa dizer - ele respondeu, rindo da minha tentativa de fingir. Foda-se também, Nick tinha acompanhado tudo mesmo. - Vocês pareciam tão bem, o que houve, cara? - Ela que terminou comigo, pergunte àquela louca. Eu ri sem achar graça. Agora a culpa era minha? Ela termina comigo, não me dá nenhum motivo decente e ainda se faz de vítima. Demi me irritava demais.
- Cara, a gente acha que ela terminou porque você nunca disse que gostava dela! E faz todo sentido, por que Demi estaria mal depois do término? Porque gosta de você e não queria terminar! A situação só piorou quando você não fez nada, apenas aceitou o término.
- O que eu fiz? Eu só tratei aquela babaca bem, fiz suas vontades que nem um idiota. Aquela cretina brincou comigo de novo, só me deixou apaixonado por ela mais uma vez. - E você disse isso a ela? - O que? Que estava apaixonado mais uma vez? - perguntei e ele assentiu com a cabeça, olhando o sinal. - Claro que não, ela esfregaria na minha cara e riria do trouxa. - Começo a pensar que Selena estava certa então… - Que a culpa é minha? - perguntei indignado, enquanto ele parava na frente da minha casa. - Vou arrebentar a sua cara se ficar dando razão para sua namorada só porque a cretina é amiga dela. Ele riu da minha ameaça, mas eu não estava achando graça nenhuma. Saí do carro e ele abriu o vidro, me chamando. Eu refleti, olhando para Nick. Aquilo realmente fazia sentido. Senti uma chama de esperança acender dentro de mim e quase beijei Nick. - Você é mesmo uma fêmea. Eu nunca pensaria nisso!
"Pode falar."
- Você que é tapado mesmo - ele revirou os olhos, fechando o vidro do carro. De repente uma avalanche de dúvidas tomou conta da minha cabeça e me vi desesperado, batendo no vidro de Nick. - Tá legal, mas o que eu faço agora? Contrato um carro de som? Ligo pra ela? Faço um cartaz? Compro presentes? - Porra, desse jeito que você bateu melhor comprar outro vidro - ele respondeu, e eu ri. Não era hora pra isso. - Não sei… Não acho que ela goste de carro de som, mas não sei se ela acharia uma ligação algo simples. Vou perguntar a Selena e amanhã te digo. Ele foi embora e eu fiquei parado uns cinco minutos na porta de casa. Aquela notícia era demais! "Saudade de você" Mandei pelo whatsapp, e em seguida uma foto nossa aqui em casa. Selena tentou marcar algo com ela à noite, mas Demi disse que teria um compromisso. Restava saber se era verdade ou mentira. "Quero falar contigo" Uma hora depois ela respondeu. "Pessoalmente" "Que foto feia é essa? Tirei tantas bonitas…" Ela fugiu do assunto, comentando sobre a foto que eu tinha mandado. "É a nossa melhor foto, no melhor dia também"
Algumas horas depois estávamos a caminho da praça principal. A cretina disse que estaria ocupada, mas compareceria ao evento que teria, como Selena havia descoberto. Eu estava nervoso, mas não queria deixar transparecer isso. Prestes a fazer uma declaração para a cretina que mais me humilhou. O que aconteceu comigo? Sou uma decepção. Se ela risse mais uma vez eu não saberia nem onde enfiar a cara. Falar em cara, cadê a vergonha da minha?
"Por que a preferência?" Digitei, apaguei, digitei, apaguei, digitei, editei e mandei. Tava entalado há dias. "Porque estávamos tão bem que até admiti para mim mesmo que gostava mais de você do que pensava" Ela leu e demorou a responder, me deixando ansioso. Tudo bem que eu não tinha exposto o que sentia, mas estava implícito. Demi não era burra. "Saudade de você também." "Me dá uma hora do seu dia, vai" "Tenho andado ocupada. Te aviso quando puder, bj." "Hoje, Demi!" Ela não respondeu mais. Bufei, contrariado. Não queria esperar mais, ela sempre iria adiar. Precisava dizer na cara dela o que tinha pra dizer. Chamei Selena porque de hoje não passava.
***

 - Estão vendo ela por aqui? - Nick perguntou, olhando ao redor. Eu neguei, procurando também. Não demorou muito para que um de nós três encontrássemos. Ela estava com um grupinho idiota que havia terminado o ensino médio ano passado. Não entendi o que logo ela fazia ali naquele meio. Estava simples, mas linda. Que saudade de abraçar aquela garota! 
- Não sei por que terminou comigo, já que estávamos tão bem. Se foi por falta de sentimento, fez besteira, porque você é esperta, Demi e sabe que sempre fui apaixonado por você. Eu--
- Vou chamá-la e já volto - Selena disse e foi em direção ao grupo, também achando estranho. Esperei ansioso, acompanhando com o olhar. Demi pôs os olhos em mim assim que a amiga apontou na nossa direção. Sua cara não era das melhores. Veio até nós e eu tremi. Sério, que vergonha de mim. Ela nos cumprimentou e o casal logo arranjou uma desculpa para nos deixar a sós. Demi parecia incomodada, então resolvi soltar logo. - Prometo que não vou levar uma hora do seu tempo precioso. Deve ter muita coisa para fazer nesse evento que você tanto dizia que odiava… - Ah, isso - ela riu sem graça, e eu quis beijar seu rosto todinho. - Resolvi dar mais uma chance. E você? Pelo que lembro não gostava também. - Vim por causa de você. Aliás, confesso que só fiz muita coisa e fui a certos lugares por causa da sua presença. Você está fazendo falta na saída com nossos amigos, na nossa mesa, na minha casa, resumindo: na minha vida. Me aproximei dela que ouvia tudo atentamente e parecia mexida. Sentia algo dentro de mim estourar. Mexi no seu cabelo, diminuindo ainda mais a distância.
Queria arrebentar a cara dele, e ao mesmo tempo me afogar para sumir dali. Era o fora do ano. O paspalho em pé na praça, olhando a garota que ele ama beijar outro. A garota que ele ama não ter o mínimo de consideração pelo que ouviu. Não se importar nem um pouco com ele. Senti vontade de chorar de raiva. Selena e Nick me olharam sem entender nada. Reuni forças para ir até eles.
- Melhor você não falar mais nada - ela me interrompeu, afastando-nos. Em um momento ela estava derretida e em outro se afastava abruptamente? Eu conhecia Demi, era óbvio que ela estava mexida. Mas eu não entendia o porquê daquela atitude. - Me desculpa, Joseph, mas você confundiu as coisas mais uma vez. Eu nunca quis um romance com você e não quero tentar porque estou em outra. Então acho melhor a gente evitar esse assunto, tá bem? Eu estava chocado. Confuso. Não queria um romance? Estava em outra? Eu acabo de falar que amo essa cretina e ela diz isso? Uma voz masculina gritou seu nome do grupo em que ela estava. - Estão me chamando. Até mais. Foi o que disse antes de correr até eles e o loiro que a chamou, tascar um beijo em sua boca. O loiro mais escroto do bairro dando um beijo desentupidor na sua boca, enquanto ela ria e correspondia. Se antes algo estourava dentro de mim, agora estava acontecendo um furacão. Que porra era aquela?! - O que aconteceu?! - Simplesmente fiz papel de otário mais uma vez. Sua amiga não presta, não passa de uma filha da puta. Vou nessa, falou? Saí dali sem olhar para trás, já estava humilhado o suficiente. Mais uma vez. Demi teve o prazer de brincar comigo sem dó nem piedade. Era um misto de tristeza e raiva que fazia meu peito fechar. Nada, nada do que fizemos juntos valeu algo para ela. Quis apenas se divertir às minhas custas e entrei na sua onda que nem um otário. Eu odiava Demi.
Prometi a mim mesmo, enquanto refazia aquele caminho me sentido o cara mais babaca desse mundo, que nunca perdoaria Demi pelo que fez comigo. Aquela desgraçada não merecia nem meu ódio por ser uma escrota, sem caráter, digna de pena, mas era mais forte que eu. Espero que ela pague tudo que fez comigo.
Agora ela teria todo o meu ódio e nojo. Demetria, a partir de hoje virou lixo, é insignificante pra mim.
Será que a Demi é tão idiota a esse ponto? Será que ela não sentia nadinha por ele? E se sentia, qual o motivo do término? Aguardem os próximos capítulos, que não sei quando virão hahaha beijos!

Comentários

  1. Aaaaaah, como assim não sabe? Não faz isso comigo 😢

    ResponderExcluir
  2. Não!!! Você não pode postar e não saber quando os próximos saem por favor volta estava com saudades ❤️

    ResponderExcluir
  3. Sua fic é incrível! Por favor, não pare de postar!!!

    ResponderExcluir
  4. Posta pelo Amor de Demi...
    To esperando ansiosa..
    Essa é uma das melhores fi

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O espaço é todo seu.

Postagens mais visitadas